Let me be a woman: Deixe-me ser uma mulher. Esse é o título de um dos livros de Elisabeth Elliot, escrito em 1976, com o qual ela pre...


Let me be a woman: Deixe-me ser uma mulher. Esse é o título de um dos livros de Elisabeth Elliot, escrito em 1976, com o qual ela presenteou Valerie, sua única filha, no dia do seu casamento. Eu não conheço o livro na íntegra, apenas algumas partes, mas o suficiente para ficar encantada com os ensinamentos em defesa da feminilidade bíblica e o incentivo a buscar ser uma mulher, conforme foi intencionado por Deus aos nos criar. Com a frase “Deixe-me ser uma mulher”, Elisabeth se opõe ao Igualitarismo que é defendido pelo Feminismo Evangélico.

Não havia uma grande vista da janela. A principal característica eram as lixeiras por trás da sala de jantar. As janelas fechadas não...


Não havia uma grande vista da janela. A principal característica eram as lixeiras por trás da sala de jantar. As janelas fechadas não bloqueavam o tremendo barulho no início da manhã... No entanto, fiquei muito feliz por ter um pequeno espaço. Foi especialmente o que tinha desejado, e eu finalmente consegui quando estava no meu último ano de faculdade. Tinha uma cama, um armário, uma estante de livros, e no canto, perto da janela, uma mesa com uma cadeira e uma lâmpada. Um lugar de silêncio e solidão, um quarto do tipo que Jesus disse que nós entrássemos para orar.

Uma das recordações da minha infância, que guardo sempre em meu coração, foi de uma historinha contada na Escola Bíblica Dominical qu...


Uma das recordações da minha infância, que guardo sempre em meu coração, foi de uma historinha contada na Escola Bíblica Dominical que retratava a vida de uma menina muito dedicada aos estudos, amorosa com sua família e zelosa com a Palavra de Deus, pois, estava sempre lendo a Bíblia e orando. O marco dessa história foi no momento em que a personagem ouviu e obedeceu ao chamado do Senhor, deixando todo seu conforto, sua vida promissora nos estudos e o carinho de sua família com o propósito de se dedicar exclusivamente a trabalhar numa tribo indígena, abdicando-se assim de seus próprios caminhos para realizar o desígnio de Deus para com sua vida. Quando recordo essa e outras histórias da vida no campo missionário fico a contemplar a grandeza de Deus e o modo como Ele trabalha na vida daqueles que se abdicam para realizarem o serviço missionário. Sendo assim, trago esse texto como forma de instigar o desejo de contribuir na obra missionária, pois, missões é uma ordem do Senhor (Mateus 28.18-20) e por isso devemos obedecer.

Uma das coisas mais belas que existem na vida é o amor. Quatro letr as, duas sílabas, apenas uma palavra - mas, que palavra! Apesar...


Uma das coisas mais belas que existem na vida é o amor. Quatro letras, duas sílabas, apenas uma palavra - mas, que palavra! Apesar de ela ser tão banalizada em nosso meio, tem muito a significar. Banalizada porque pronunciar um “eu te amo” para muitos já não custa tanto, desde que seja a sensação do momento ou apenas um meio para agradar alguém. Significante porque o verdadeiro amor é sobremodo grandioso, sendo capaz de unificar várias emoções ao mesmo tempo, vitalizar relacionamentos indispensáveis e mudar vidas. Como seres sociais, todos precisamos de amor, desde a nossa concepção: Assim revelamos o quanto ele nos é importante.

Embora não se comparem à companhia daqueles que amamos, os livros são bons companheiros que nos trazem inúmeros benefícios: expandem ...


Embora não se comparem à companhia daqueles que amamos, os livros são bons companheiros que nos trazem inúmeros benefícios: expandem o conhecimento, a capacidade de argumentação, refinam o humor, e alguns deles nos envolvem de tal modo, que nos sentimos como se estivéssemos experimentando o que estamos lendo, como escreveu Lewis: “Lendo a grande literatura, torno-me mil homens e ainda permaneço eu mesmo." Mas todo o conhecimento que adquirimos, deve ser levado em submissão ao Senhor Jesus Cristo, e jamais deve ser usado como forma para nos promover ou em orgulho, mostrar aos outros que sabemos mais. Como consta num antigo documento pertencente à fundação da Universidade de Harvard: “Que o estudante seja sempre plenamente instruído e seriamente pressionado a considerar bem que o principal fim de sua vida e de seus estudos é conhecer a Deus e Jesus Cristo, que é a vida eterna (João 17:3) e por isso colocar Cristo na base, como o único alicerce de todo conhecimento e aprendizado saudável”. Os títulos que estou indicando foram realmente importantes na construção do meu entendimento do ensino bíblico em diversas áreas. Oro pelo vosso crescimento e piedade.