Em um dos projetos de evangelismo que participei tinha como tema abordar o propósito da vida de João Batista que consistia em anuncia...

Moça, em que consiste o propósito de sua vida?

1 Comentários

Em um dos projetos de evangelismo que participei tinha como tema abordar o propósito da vida de João Batista que consistia em anunciar Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus que purifica os nossos pecados (João 1:29). João Batista foi o último profeta que o Antigo Testamento assevera (Isaías 40:3), ele pregou o arrependimento e preparou as pessoas para a mensagem de Jesus. Em determinado momento do evangelismo abordávamos as pessoas com a seguinte indagação: “qual o propósito de sua vida?”, atônitas, elas não conseguiam responder, algumas afirmavam que sua vida era um famoso axioma que aprendemos na mais tenra idade: “nascer, crescer, reproduzir e morrer”. Finalizamos o evangelismo mostrando que assim como João Batista, e os outros heróis da fé disposto na Bíblia, também possuímos um propósito no plano da criação de Deus. Moças saibam que Cristo Jesus nos elegeu antes da fundação do mundo para sermos santas e irrepreensíveis (Efésios 1.4).

Na jornada de crescimento na fé nossos passos são iluminados à medida que conhecemos o caráter imutável de Deus e seu incorruptível amor. Sendo assim, faz-se necessária exímia dedicação nos momentos de leitura das Sagradas Escrituras e orações. Todavia, ao longo da caminhada, em alguns momentos titubeamos, deixamos de praticar a maravilhosa hora de estar na presença de nosso Criador e assim falhamos miseravelmente. A estrada passa a ser densa e escura, nossos pés tropeçam em insignificantes percursos, às lágrimas embaçam nossos olhos e o medo drena nossas forças. E chegamos a nos perguntar: em que consiste o propósito de minha vida?.

Quando Deus nos elegeu em Cristo antes da fundação do mundo e nos predestinou para sermos santas e irrepreensíveis (Efésios 1.4-5), Ele assevera que devemos ser insurgentes aos paradigmas deste mundo vil. O Autor de nossas vidas Conhece nosso caminho, os mais profundos de nossos pensamentos, a profunda depravação de nossos pecados (Salmos 139). Enfim, precipitamo-nos quando não confiamos no Senhor, entretanto, quando esperamos o suficiente Ele toma pleno controle do nosso espírito, pois, o propósito da vida de uma moça cristã consiste em buscar em primeiro lugar o reino de Deus e sua justiça (Mateus 6.33); purificar o interior de seu corpo (Mateus 23.25-26); permanecer na fé passando por experiências determinadas por Deus, bem como, ser irrepreensível (1Timóteo 3.9-11); compreender que o nosso corpo é templo do Espírito Santo (1Coríntios 6.19) e que não devemos nos amoldar ao esquema desse mundo mas transformá-lo pela renovação de nossas mentes para que venhamos a desfrutar da boa, perfeita e agradável vontade do Criador e Consumador de nossas vidas. (Romanos 12.2), em resumo: “Conhecer a Deus e glorificá-lo para sempre”.

Portanto, o propósito da vida de uma moça cristã consiste em compreender que durante a jornada de fé devemos confiar no Cordeiro de Deus, pois, Jesus Cristo morreu e ressuscitou para que pudéssemos viver e anunciar seu Evangelho redentor e assim descansar e confiar que à medida que caminhamos a sua palavra é luz para nossos passos. E quando a tristeza e o desânimo abaterem nossa alma entregaremos sem reservas tudo que nos assola, pois ao alinharmos a essência de nossas vidas em obediência a vontade de Deus ficaremos sensível ao seu chamado e ao propósito de nossas vidas. Pois, a presença de nosso Deus sobrepuja as circunstâncias ameaçadoras e intimidadoras, que de outra forma nos imobilizariam ou paralisariam os nossos pensamentos. Finalizo com as palavras do pastor Charles R. Swindoll, ao pronunciar a certeza do propósito que a rainha da Pérsia tinha quando Deus a chamou. Ester foi uma mulher cuja sensibilidade e coragem não foram ofuscadas por sua beleza. Ela não se acovardou diante das circunstâncias, tão pouco não usou de manipulações melodramáticas, ela foi revestida de sensibilidade e coragem, pois, conhecia que o propósito de sua vida era servi a Deus quando Ele a chamou.

 “Uma única mulher decidiu que valia a pena quebrar o protocolo e dizer o que pensava, e uma nação foi preservada (...) Ester caminha com essa confiança. Olhe para ela. Ela não se encolhe ou se acovarda; mas, fica de pé. ‘Ester ficou parada diante do trono do rei. Este viu a rainha Ester de pé a sua frente.’ Ela não treme. Embora esteja fazendo o que nunca se viu antes, mantêm-se de pé, confiante no Senhor.” 1

Mysia Rebeca
_____________
1 (SWINDOLL, Charles R. Ester uma mulher de sensibilidade e coragem. São Paulo: Mundo Cristão, 1999.)



Você também pode gostar

Um comentário:

  1. Ótimo texto, foi uma leitura gratificante e refrigeradora, que Deus continue vos abençoando ricamente... Graça e paz queridas irmãs em Cristo. <3

    ResponderExcluir

Receba nossas postagens