Esperar nunca foi fácil. Estamos imersos em uma cultura imediatista, e isso tem afetado, inclusive, a nossa vida com Deus. Oramos quere...

O que acontece enquanto espero?

0 Comentários

Esperar nunca foi fácil. Estamos imersos em uma cultura imediatista, e isso tem afetado, inclusive, a nossa vida com Deus. Oramos querendo ser respondidas imediatamente, ou pelo menos de maneira não muito delongada, porém, nem sempre isso acontece.

Porque algumas vezes Deus nos faz esperar? Porque Ele não nos concede respostas ou pedidos atendidos de maneira imediata?

No primeiro instante, posso afirmar certamente que, se a sabedoria divina vê que precisamos em dados momentos esperar, então é porque é realmente o necessário, tendo em vista alguns propósitos.

Lembremos do exemplo de José. Com 17 anos ele teve alguns sonhos de que se destacaria em meio à sua família, mas o que aconteceu a partir disso foi apenas situações reversas: ele foi odiado pelos seus irmãos ao ponto de ser lançado numa cisterna e vendido como escravo, sendo anunciado em sua casa que estava morto. Então, viveu 13 anos longe de seus pais, de seus irmãos e amigos, em uma terra estranha, onde também foi acusado injustamente pela esposa de Potifar e lançado num cárcere. Tudo parecia estar acontecendo o contrário, porém, no devido tempo, José pôde encontrar um significado para os seus sonhos: ele foi feito governador de todo o Egito! Mas, foi necessário ele viver esses 13 anos, porque Deus estava o moldando e o aperfeiçoando para esta grande responsabilidade. Nesse tempo de espera, José continuou temente a Deus, independente da circunstância, e a Bíblia enfatiza que Deus era com ele onde quer que estivesse, de forma que todos viam a presença de Deus em José!

Outro exemplo é o do patriarca Abraão. Deus o chamou em Ur lhe dando grandes promessas, dizendo que o daria uma numerosa descendência, embora sendo ele já muito velho junto com sua esposa Sara, que também era velha e além disso, estéril. Abraão creu, mas entre a promessa e o cumprimento se passaram 25 anos! Houve momentos em que Abraão estava crendo nisso, mas também houve momentos de incredulidade, até que ele aprendesse a confiar inteiramente em Deus. Abraão aprendeu a confiar Nele de tal modo, que após alguns anos, quando o Senhor pede o seu filho que o concedera, ele estava disposto a entregar. Porque a confiança de Abraão não estava em uma descendência, nem em uma promessa, mas no próprio Deus! Nestes anos aparentemente desperdiçados, Deus estava trabalhando, moldando o seu servo, o ensinando paciência e confiabilidade. Foi nessa espera onde Abraão mais conheceu a Deus! De modo que a sua fé repousava Nele, não no que Ele lhe daria ou poderia fazer.

Deus está trabalhando enquanto esperamos. Ele está trabalhando em nós, moldando o nosso caráter, nos fazendo desapegar das coisas e nos apegar tão somente a Ele, o Autor e Consumador da nossa fé. Ele está nos ensinando a confiar ainda quando não vemos resultados, nos dando a conhecer intimamente mais dEle mesmo.

"Esperar não é apenas sobre o que eu recebo no final da espera, mas sobre quem eu me torno enquanto espero." (Vaneetha Rendall)

Esperar faz parte do processo. Todavia, vemos a espera como algo tão difícil. Porque somos pecadores e estamos em um mundo caído. O pecado dificulta muito as coisas, e um de seus resultados é o de sermos naturalmente vaidosos.

"Odiamos esperar porque a espera é como alguém gritando para nós: 'você não está no controle!'" (Josemar Bessa)

Muitas vezes Deus vai permitir que as coisas fujam do nosso controle, dos nossos planos e expectativas, para nos ensinar que não somos soberanos. Para nos fazer desfocar de nosso próprio reino e glória, e focarmos Nele. Ao contrário de nós, nada foge do controle do Senhor:

"Quando o nosso é interrompido, o Dele não é. Seus planos estão procedendo exatamente como programado, sempre se movendo, incluindo aqueles minutos ou horas ou anos que parecem inúteis, perdidos ou insuportáveis." (Elisabeth Elliot)

A soberania é um atributo de Deus que traz descanso. Pois nos traz a certeza de que existe alguém infinitamente mais sábio do que nós cuidando das particularidades das nossas vidas.

O Senhor Deus nunca tem pressa, e sempre sabe o momento certo de agir. Os propósitos Dele em nossas vidas são propósitos eternos, que se concretizam com o decorrer do tempo - tempo esse que está sendo regido pelas Suas mãos! Então, confiando nestas coisas, não temos o que temer, nem com o que se preocupar. Deus sempre sabe o que está fazendo.

Embora a espera seja árdua e angustiante, existem propósitos em tudo o que nos acontece. A mão invisível de Deus está atuando o tempo todo, embora não vendo nem sentindo isso, devemos crer. É aí que revelamos a fé que afirmamos possuir. Uma fé que, assim como Abraão, não se apega a resultados específicos. Uma fé que assim como José, obedece sem questionar.

Esperar se torna ainda mais árduo quando não conhecemos o que há de vir, quando não sabemos se o que esperamos vai acontecer. É aí que precisamos nos apegar verdadeiramente ao Deus que não fará nada em nossas vidas que não seja o melhor. Mesmo que não seja o que queremos, a vontade Dele é infinitamente melhor do que a nossa.

"Eu percebi que as lições espirituais mais profundas não são aprendidas quando Deus nos deixa ter tudo que queremos no final, mas quando Ele nos faz esperar, aguentando conosco em amor e paciência até que nós estejamos capazes de honestamente orar o que Ele ensinou Seus discípulos a orar: seja feita a Tua vontade." (Elisabeth Elliot)

Contemplando quem Deus é - sábio, perfeito, soberano, poderoso, onisciente, provedor, misericordioso... pode continuar pensando no que Ele é... - não encontramos motivos para não desejarmos outra coisa além da Sua vontade. Mesmo que Ele nos diga um não. Confiamos em Alguém que providencia o melhor para as nossas vidas.

Raramente o Senhor vai oferecer uma resposta para tudo o que nos sobrevêm, mas Ele sempre se oferece. Ele sempre está disponível quando O buscarmos, ainda que contristados, ainda que ansiosos e envoltos de incredulidade. Ele se agrada de quem depende Dele o suficiente para entregar toda a sua vida e ansiedades em suas mãos.

"Não andeis ansiosos por coisa alguma; pelo contrário, sejam os vossos pedidos plenamente conhecidos diante de Deus por meio de oração e súplica com ações de graças." (Fp 4:6)

Eu te convido a entregar tudo a Deus em oração, todas as tuas ansiedades, temores e dificuldades. Toda a tua carga por não suportar mais esperar. Ele está disposto a te ouvir, e te entende melhor do que você mesmo pode tentar explicar. Não queira ensinar Deus como agir, nem queira ajudar os planos Dele em sua vida. Ele não precisa disso, apenas descansa! Quando você fizer isso, Ele te dará a Sua paz:

"e a paz de Deus, que ultrapassa todo entendimento, guardará o vosso coração e os vossos pensamentos em Cristo Jesus." (Fp 4:7)

Que a graça do Senhor seja sobre as nossas vidas, sobre todos os que Nele esperam! Porque dos tais Ele se agrada! (Sl 147:11)

Thayse Fernandes



Você também pode gostar

Nenhum comentário: