As poucas páginas do livro Ortodoxia humilde revelam declarações significativas sobre como podemos e devemos defender as verdades bíblic...

Indicação: “Ortodoxia humilde” - Joshua Harris e Eric Stanford

2 Comentários

As poucas páginas do livro Ortodoxia humilde revelam declarações significativas sobre como podemos e devemos defender as verdades bíblicas sem ferir as pessoas. Pastor sênior na Covenant Life Church (Gaithersburg, Maryland) e membro do conselho do Gospel Coalition, Joshua Harris faz uma abordagem bastante objetiva nesta obra, alegando que o cristão não pode escolher entre ter humildade e defender a ortodoxia, mas precisa de ambas.

“Muitos danos são causados por aqueles que defendem a verdade de Cristo com a atitude de satanás.” (p. 14)

O autor organizou o livro em quatro capítulos. Inicialmente, ele afirma que a nossa atitude é importante, porque precisamos ser corajosos em nossa posição em favor da verdade bíblica, mas também precisamos demonstrar graça em nossas palavras e interações com as pessoas.

“Algumas pessoas amam a doutrina bíblica, mas são desagradáveis, contestadoras e arrogantes, outras são agradáveis e inofensivas e se consideram livres para escolher quais das doutrinas cristãs históricas acolherão. Mas e se Deus quiser que nos importemos com as verdades da fé e, ao mesmo tempo, tratemos os outros com bondade e amabilidade? A verdade é que ele quer. E isso se chama ortodoxia humilde. Deus, por meio do seu Espírito e de sua palavra, nos capacita a sustentar ambas, a humildade e a crença correta sobre ele.” (p 32.)

O capítulo dois destaca que a mensagem da ortodoxia cristã não nos ensina que estamos certos e os outros errados, mas que estamos errados e mesmo assim Deus é cheio de graça. Não devemos substituir a gratidão pelo orgulho, como também não devemos imitar os fariseus, usando a verdade como açoite para ferir os outros. Assim, precisamos buscar a ortodoxia para adorar melhor o Deus Santo, pois, se estar certo for mais importante que adorá-lo, nossa teologia diz respeito a nós e não a Deus.

“Quando você verdadeiramente entende a doutrina da graça no evangelho, não sai atrás de checar a identidade das pessoas para saber se estão dentro ou fora do alcance da graça. Você sai andando com lágrimas de gratidão nos olhos, dizendo: ‘Porque será que ele me escolheu?’” (p.41)

Harris continua enfatizando que há uma relação causal entre ortodoxia e humildade, visto que uma leva a outra. Ele levanta um questionamento pertinente: “gastamos tanta energia para obedecer pessoalmente à palavra de Deus e ser reformado por ela quanto gastamos para criticar os que a difamam?” A verdade é que precisamos viver a nossa ortodoxia e nos avaliarmos pela prática daquilo que cremos e sabemos.

O último capítulo nos aconselha a viver pela aprovação de Deus, sabendo que o evangelho sempre ofenderá pecadores e por isso devemos sofrer pela verdade sendo graciosos e compassivos, mesmo quando parecer que estamos perdendo. Que nosso objetivo seja sempre honrar a Deus e buscar glorifica-lo, tendo sempre em mente que “não somos aqueles que estão certos, somos aqueles que foram redimidos.” (p.89)

Ao final de cada capítulo ainda há um guia de estudo sobre os principais pontos abordados, que pode ser utilizado em grupo ou individualmente. Sendo assim, este livreto nos dá uma grandiosa lição de humildade e piedade, nos ensinando que a ortodoxia não deve se dissociar do amor ao próximo. Indico fortemente a leitura deste livro, como cristãos, busquemos defender a nossa fé com gentileza e respeito. Os fariseus não nos servem de exemplo, Cristo sim.

Informações do livro:
Autor: Joshua Harris e Eric Stanford
Título: Ortodoxia humilde
Editora: Vida Nova
____________________
Juliany Correia



Você também pode gostar

2 comentários:

  1. Que lindo, vou comprar esse livro com certeza!!!
    o Amor e Humildade faz toda diferença, quando se trata em ensinar e aplicar o verdadeiro Evangelho! Obrigada por essa dica e por esse texto edificante.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Luana!

    Que legal que vais adquirir o livro. Desejamos que te edifique grandemente.

    Abraço!

    ResponderExcluir

Receba nossas postagens