Certa vez ouvi uma definição de oração que me fez refletir, e também concordar: “oração é dependência”. Pude perceber o quanto isso é ve...

O que sua vida de oração diz sobre você

2 Comentários

Certa vez ouvi uma definição de oração que me fez refletir, e também concordar: “oração é dependência”. Pude perceber o quanto isso é verdade, porque só ora quem entende que precisa de algo, ou de alguém.

Quando nos dirigimos ao Senhor através das nossas orações, estamos dizendo, embora não explicitamente, o quanto precisamos Dele e da Sua intervenção graciosa em nossas vidas. Reconhecemos, assim, que não somos autossuficientes, nem sábias ou fortes o bastante para lidar com as nossas vidas, e por isso nos colocamos de joelhos diante Daquele que é tudo isso e muito mais, em estado perfeito.

“Orar é para os fracos, por isso que eu oro.”

Oramos porque sabemos que somos fracas e necessitadas Dele! A nossa vida de oração diz muito a nosso respeito, pois revela o quanto estamos cientes da nossa dependência de Deus.

Como seres humanos, todos nós somos assim. A diferença entre algumas pessoas não está em se algumas são mais e outras menos dependentes, mas no grau de entendimento que elas têm acerca disso. E quanto mais nos envolvermos em uma vida de entrega ao Senhor, mais nos sentiremos tão mais dependentes, ao invés de pensar que estamos bem. A proximidade do Senhor faz isso, nos proporciona progressivamente uma visão mais clara acerca de nós mesmas e do mundo à nossa volta, nos revelando o que realmente somos: dependentes.

Quando não oramos, é como se disséssemos a Deus: “Eu não preciso tanto de Você, pois posso me virar sozinha. Sei o que é o melhor para mim. Espera, Deus. Depois eu falo contigo. Deixa eu tentar resolver e controlar as coisas do meu jeito.”

Isso é tão sério! No fim de toda a nossa indisposição de orar está o nosso senso de independência, o nosso ego que resiste em se curvar diante de um Ser supremo. Ainda precisamos entender o quanto desesperadamente dependemos de Deus!

Martinho Lutero dizia:

"Se eu deixar de empregar duas horas em oração todas as manhãs, o diabo terá vitória o dia inteiro. E tenho tanto trabalho que não posso realizá-lo sem gastar três horas diariamente em oração".¹

Conta-se que nos dias em que ele tinha mais trabalho, ao invés de diminuir o seu tempo de oração, ele o dobrava.

As vezes permitimos que as ocupações nos privem de nossos momentos com Deus não percebendo que precisamos de Deus em todas as nossas ocupações, e em tudo em nosso viver.


Nosso dia só será realmente aproveitado se investirmos tempo com Ele, pois somos insuficientes para vencermos todos os desafios, obstáculos e tentações que nos sobrevirão sozinhas.

Em Sua graça, o Senhor se apresenta como um lugar seguro onde podemos recorrer, um auxílio potente em nossa necessidade e um refúgio eficaz em momentos oportunos. Podemos lançar todos os nossos fardos Naquele que disse que poderíamos ir até Ele!

Hoje, Ele continua dizendo: 

“Vinde a mim...e encontrareis descanso para as vossas almas.” (Mt 11:28-29)

Ele nos chama à proximidade Dele, à comunhão satisfatória, ao descanso para as nossas almas fatigadas que a Sua presença proporciona.

A oração é uma dádiva graciosa do Senhor! Um recurso grandioso que os seus filhos possuem. Uma arma poderosa contra nossos inimigos. O elo que nos liga ao nosso sumo prazer.

Além de demonstrar dependência, quem ora também demonstra carência de Deus. Não O buscamos somente pelas coisas que Ele pode nos dar, mas porque podemos ter mais Dele, mais da Sua presença. Entendemos que não seremos felizes em nenhum outro lugar, e semelhantemente ao que Pedro disse em um momento no qual muitos dos discípulos estavam abandonando Jesus, declaramos com a nossa alma: Para onde iremos nós? Só tu tens as palavras de vida eterna! (Jo 6:68)

Em Jesus encontramos vida! Encontramos tudo o que precisamos em abundância, visto que Ele é uma fonte inesgotável, e assim, podemos ser plenamente realizadas e saciar a nossa carência existencial. O Senhor é em si mesmo, de fato, tudo o que realmente necessitamos.

Como está a sua vida de oração? Será que tens demonstrado que dependes do Senhor, ou a sua falta de oração alega que ainda és autossuficiente? Porque é que ainda tentamos fazer as coisas do nosso jeito e não entendemos que qualquer coisa pode ser resolvida com os nossos joelhos dobrados, e não com as nossas mentes capazes, mãos habilidosas ou pés ágeis?

Que possamos refletir acerca dessas coisas e retornar intensamente à nossa busca pelo Senhor, pois Nele vivemos, nos movemos e existimos (At 17:28), e somente Nele se compraz a nossa alma (Sl 62:1-2). Com o Senhor, não importa o que iremos enfrentar, estaremos sempre capacitadas e acompanhadas, porém sem Ele, o que nós poderemos fazer?

Thayse Fernandes
_______________________
¹ http://www.monergismo.com/textos/oracao/segredo_oracao.htm



Você também pode gostar

2 comentários:

  1. Graça e paz, irmãs! Todos os textos deste blog me abençoam de uma forma nova e impressionante nos momentos mais necessários. Eu agradeço a todas as envolvidas nesta tarefa de levar a palavra de Deus a mulheres como eu. Que Deus em sua rica e maravilhosa graça as encha de paz e bençãos, sendo a maior delas o conhecimento vindo dEle.

    ResponderExcluir
  2. Amém! Ficamos muito felizes ao ler palavras como essas, nosso desejo é que o Senhor continue usando os nossos textos para a Sua glória.
    Que Ele te abençoe ricamente.

    ResponderExcluir

Receba nossas postagens