Todas nós em algum momento da caminhada cristã chegamos a pensar ou questionar o porquê de algumas situações difíceis sobrevirem em n...

Quando a tempestade vem

0 Comentários


Todas nós em algum momento da caminhada cristã chegamos a pensar ou questionar o porquê de algumas situações difíceis sobrevirem em nossas vidas. São as chamadas tempestades, conforme a Bíblia assim ilustra em várias de suas narrativas. Pensamos:

“Por que justamente a mim?”
“Por que tenho que passar por isso?”
“Tudo não seria melhor se aquilo não tivesse acontecido?”

São inúmeros os questionamentos que o nosso coração levanta frente às situações adversas que o amedrontam e o deixam se sentindo assim, incapaz. Incapaz de lidar com elas, de saber o que fazer ou deixar de fazer, do que falar ou guardar em silêncio, enfim. Quando os nossos recursos se esgotam, quando as nossas tentativas de êxito fracassam, a última coisa que pensamos é que conseguiremos continuar firmes e resistentes para o que vier pela frente. 

Em uma das narrativas do evangelho de Mateus*, semelhantemente, encontramos os discípulos amedrontados pelo forte vento que sacudia o seu barco de um lado para o outro, o açoitando com ondas ferozes e deixando os discípulos assim, esgotados, sem qualquer esperança de sobrevivência. 

Foi o Mestre, o Senhor Jesus, que ordenou que eles embarcassem. Ele lhes deu a seguinte ordem:

“Atravessem até o outro lado.” (Mt 14:22). 
Ele não lhes disse o que aconteceria no caminho, pois em Sua onisciência certamente sabia que aquela tempestade viria, mas apenas disse que eles precisavam chegar até o outro lado.

O Senhor não nos dá detalhes de como será o caminho de nossa trajetória, apenas nos diz que precisamos continuar caminhando, porque independente do que aconteça, precisamos perseverar Nele. Não podemos parar, nem desistir, não podemos voltar atrás ou nos entregar à deriva das circunstâncias, a ordem é clara: precisamos chegar até o outro lado.

Sendo assim, continue remando, querida leitora. Tudo não está no fim, você conseguirá sobreviver a qualquer tempestade, por que o Senhor é o dono de tua vida e dono de tudo à tua volta.

Ele sabe até onde você pode ir. Ele viu os discípulos esgotados e veio até eles no momento exato em que eles mais necessitavam de Sua presença. O próprio Senhor veio até eles, e de uma maneira bem inusitada: andando sobre o mar (Mt 14:25).

Com isso aprendemos que aquilo que tanto nos amedronta está abaixo dos pés do Senhor Jesus. Ele pode andar sobre as águas! O mar estava submisso a Ele porque tudo na verdade sempre esteve sob as Suas ordens (Sl 119:91).

Existe algo que está inquietando o teu coração neste momento de sua vida? Se mantenha tranquila, isto está abaixo dos pés de Jesus!

Os discípulos ao verem o Senhor imediatamente imaginaram ser um fantasma e gritaram de pavor. Porém, Ele lhes disse:

“Não tenham medo! Coragem, sou eu!” (Mt 14:27). 
Coragem, querida irmã! Deixe o medo de lado e desenvolva fé Naquele que é Senhor de todas as coisas.

Pedro, por sua vez, pediu que se realmente fosse o Senhor que Ele o fizesse andar também por sobre as águas. Jesus o chama e ele vai, porém em um momento Pedro tira os olhos de Jesus e começa a reparar no vento que era forte e, por isso, começa a afundar.

Nunca tire os olhos de Jesus, amada! Continue olhando para Ele, porque no momento em que centrares nas tuas circunstâncias começarás a afundar assim como Pedro. O Senhor quer te fazer caminhar com Ele e por cima de todas elas!

Jesus imediatamente toma Pedro pela mão e o pergunta: Por que você duvidou, homem de pequena fé? (Mt 14:31)

Você ainda duvida do que o Senhor pode fazer em tua vida? Confie Nele e não perca a fé. Ele acalmou a tempestade! Todos de fato chegaram até o outro lado, todavia, não sozinhos: com Ele! Os discípulos maravilhados O adoraram e reconheceram que Ele era o filho de Deus (Mt 14:33).

Era necessário eles passarem por essa tempestade, por que eles precisavam aprender sobre quem era Jesus. Agora não com o ensino, mas com a vida.

As tempestades que nos acometem não são para nos destruir, nem para nos deixar nos sentindo as menos capazes de lidar com elas; mas para nos ensinar, para nos fornecer experiências com o Senhor.

Ele é o nosso maior pedagogo, o Mestre por excelência, e por amor às nossas vidas muitas vezes nos tira de nosso conforto para nos levar para mais perto Dele, pois Ele sabe que a Sua presença é mais importante que o nosso conforto, e que o nosso caráter moldado vale mais do que aquilo que sabemos apenas em conhecimento.

Então, agradeça ao Senhor pelas tempestades, glorifique a Ele e descanse enquanto rema o seu barco. Você vai conseguir chegar até o outro lado, pois o próprio Senhor está comprometido com isso, se Nele creres e confiares como o Senhor da tua vida. 

* Mateus 14:22-33

Thayse Fernandes



Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Receba nossas postagens