“Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber, qu...

Um ministério chamado reconciliação

0 Comentários


“Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou à palavra da reconciliação.” 2 Coríntios 5:18-19
Na época da Jerusalém do século I existiu um homem de uma notória linhagem, pertencia à tribo de Benjamim, hebreu de hebreu, e treinado na tradição farisaica ultraortodoxa (Filipenses 3.5), seu nome: Saulo de Tarso. Porém, em um determinado dia, na estrada de Damasco, Jesus ressurreto apresenta-se a Saulo e o converte. Daquele dia em diante passa a ser chamado de Paulo, pois Cristo o reconciliou com Deus por meio da redenção que há em Seu sangue. E assim o fez com o propósito da defesa e confirmação do evangelho (Filipenses 1.7).

No versículo supracitado, o amado apóstolo declara que “Deus nos reconciliou consigo mesmo” (2 Coríntios 5:18), nas palavras do pastor John MacArthur, ele assevera:

“Deus é aquele que vai ao encontro, inicia e efetua a redenção de criaturas decaídas que se colocaram em posição de inimizade contra Ele. Sem a intervenção soberana de Deus, nenhum pecador poderia ser salvo. Ele faz por eles o que nunca poderiam fazer por si mesmos.”¹
Foi por causa do imensurável amor de Deus por nós, que Ele nos resgatou do domínio das trevas e nos transportou para o reino do seu Filho amado, em quem temos a plena redenção por meio do seu sangue. Fomos perdoados de todos os pecados (Colossenses 1:13-14) e hoje apreciamos toda a Sua beleza. Graças ao Senhor que hoje contemplamos nossa união com Cristo, pois com Ele morremos (Colossenses 2. 20), fomos sepultados, ressuscitados (Colossenses 2.12), participamos dos seus sofrimentos e de sua glória (Romanos 8.17), enfim, somos um com Cristo, e tudo isso porque Ele nos presenteou com o ministério da reconciliação.

Portanto, Deus em Cristo nos deu esse ministério para que nós, como seus embaixadores possamos propagar ao mundo este presente tão valioso. O Senhor nos escolheu para sermos Seu povo a fim de difundirmos que sua mensagem é um convite aberto para todos aqueles que são sensíveis a ela e, assim, por meio da fé e da vontade soberana do Senhor há reconciliação com o pecador. Dessa maneira, queridas irmãs, anunciem esse tão belo ministério da reconciliação, não cansem de apresentar o evangelho de forma clara e persuasiva. “Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!” (I Coríntios 9:16)


Mysia Rebeca
_________________
¹ MACARTHUR, John. O evangelho segundo Paulo: a essência das boas novas. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2018.



Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Receba nossas postagens