Certamente você já ouviu falar da obra “O peregrino”, de John Bunyan. Trata-se de um clássico da literatura cristã, conhecido e traduzid...

Indicação de livro: O peregrino - John Bunyan

0 Comentários

Certamente você já ouviu falar da obra “O peregrino”, de John Bunyan. Trata-se de um clássico da literatura cristã, conhecido e traduzido para vários idiomas. Este livro, fruto de uma prisão, retrata de forma admirável a vida cristã, tornando compreensível a trajetória do crente através de alegorias.

Bunyan inicia a obra contando um sonho. Ele nos apresenta Cristão, personagem principal que se sente atribulado e está convicto de que deve deixar a cidade da Destruição, lugar onde nasceu. Cristão deixa sua esposa, filhos (porque eles se recusam a acompanhá-lo) e o conforto da sua cidade para ir em busca da cidade celestial:

“A vida! A vida! A vida eterna! Assim, não olhou para trás e fugiu em direção ao meio da planície.”(p.27)

Seus vizinhos tentam convencê-lo a voltar, mas ele rejeita a proposta e continua a jornada.

A caminhada de Cristão não é fácil em nenhum momento e o autor consegue nos mostrar de forma clara não só as várias dificuldades que o crente enfrenta, mas também o que de fato é o evangelho. Para isso, ele utiliza personagens carregados de significado que nos permite fazer associações lógicas, como o Evangelista, Boa Vontade, o Intérprete, a Piedade, a Esperança, entre outros.

Ao longo do caminho, Cristão é fortalecido, instruído, corrigido, provado, edificado. No Palácio Belo, canta:

“Onde estou agora?
Onde vejo o amor e o cuidado de Jesus,
Que por homens que são peregrinos providenciou
O amor que cuidou para que eu fosse perdoado
E habitasse bem próximo às portas do céu!” (p.97)

Cristão também encontra companheiros de viagem e com Fiel ele aprende que “o que Deus afirma é o melhor, mesmo que todos os homens do mundo estejam contra” (p. 131). Depois de passar pelo Vale da Sombra da Morte, a feira da Vaidade e o Castelo da Dúvida, Cristão encontra personagens hostis, mas caminha com a Esperança e finalmente chega à cidade celestial após enfrentar os últimos perigos:

“Então ouvi em meu sonho que todos os sinos da cidade, soaram novamente de alegria e lhes foi dito: Entrem no gozo de seu Senhor. Ouvi os próprios homens cantando em voz alta: Àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro, seja o louvor, e a honra, e a glória, e o domínio pelos séculos dos séculos” (p. 267).

Assim, a obra supracitada traz à tona lições que podem ser aplicadas a vários momentos da jornada do cristão desde a sua conversão. O livro evidencia que Cristo é aquele que nos chama ao seu encontro, nos guia pelo caminho, preserva nossa vida e nos ensina durante o nosso percurso através de várias situações, até que cheguemos, enfim, à cidade celestial.  Dito isto, consideremos as palavras de Pedro : 

andai em temor, durante o tempo da vossa peregrinação, sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado...” (1Pe1.17-19)

Informações do livro:

Título: O peregrino: com notas de estudo e ilustrações.
Autor: John Bunyam
Editora: Fiel

___________________________
Juliany Correia



Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Receba nossas postagens