Um jovem rapaz parte do lugar onde vive em busca de sua terra natal, até então desconhecida por ele. Após algum tempo de viagem,...

Na estrada da providência divina

0 Comentários



Um jovem rapaz parte do lugar onde vive em busca de sua terra natal, até então desconhecida por ele. Após algum tempo de viagem, descobre planos de uma invasão covarde contra o lugar para onde está indo. Durante o percurso, vários obstáculos surgem: ele se perde dos amigos, é perseguido por leões, enfrenta o calor e a sede ao atravessar um deserto e, no final das contas, quando estava quase onde deveria estar, sente-se um desgraçado.

Como se não bastasse, o viajante encontra outro leão e paralisa de medo, mas desta vez acontece algo diferente, o grande leão ouve suas angústias. O garoto fala sobre suas tristezas, sobre todas as dificuldades enfrentadas desde o início de sua vida e da falta de sorte por ter encontrado tantos leões. Porém, seu novo amigo assegura “Só existe um leão[...] Eu sou o leão” e explica como desde o início conhecia o menino:

“Fui eu o leão que o forçou a encontrar-se com Aravis [...] Fui eu o leão que espantou os cavalos a fim de que chegassem a tempo [...] Eu fui o leão que  empurrou para a praia a canoa em que você dormia, uma criança quase morta, para que um homem, acordado à meia noite, o acolhesse.” ¹
Depois do encontro, o menino chega ao destino que buscava. Este é um trecho de uma das crônicas de Nárnia, do escritor C. S. Lewis. É uma história que fala ao nosso coração sobre a providência divina. Incontáveis vezes nos sentimos como o garoto, cansadas, desanimadas, abandonadas e com o percurso da nossa vida repleto de desventuras. Apesar disso, a bíblia nos assegura que Deus tem o controle de todas as coisas, a doutrina da providência nos ensina que Deus se relaciona com sua criação e nos orienta no cumprimento de seus propósitos. Ele é o grande leão que nos coloca onde deseja que estejamos da maneira que lhe apraz.

Nosso Deus está trabalhando. Ele nos preserva e sustém “todas as coisas por sua palavra poderosa” (Hb 1.3). Age em todas as coisas e governa todas as coisas. Da nossa respiração ao movimento de um grão de areia no fundo do mar, o movimento da Terra e o limite das ondas, a alimentação dos pássaros e o desabrochar de um campo florido. Nada disso caminha na independência ou acaso, o Pai mantém tudo em harmonia: “nele tudo subsiste” (Cl 1.17).

Mesmo aquilo que às vezes sequer paramos para pensar está sob o seu senhorio. Recorde algumas perguntas feitas a Jó:

"Onde você estava quando lancei os alicerces da terra? Responda-me, se é que você sabe tanto [...] Acaso a chuva tem pai? Quem é o pai das gotas de orvalho? De que ventre materno vem o gelo? E quem dá à luz a geada que cai dos céus, quando as águas se tornam duras como pedra e a superfície do abismo se congela?” (Jó 38.4, 28-29)
Veja como Ele cuida do que é natural, do conhecido e também daquilo que não sabemos. As decisões nacionais não fogem de suas mãos, o homem mais relutante, os segredos mais restritos, cada encontro, cada desencontro. Deus coordena o que para nós é aleatoriedade, assim, podemos confiar pois:

Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito. (Rm 8.28)
Por isso, quando sentir o mais terrível desalento, quando nada puder consolar seu coração, quando as coisas não fizerem sentido e suas forças estiverem acabando, lembre-se: Só existe um leão. Ele pode te perseguir por algum tempo no deserto, ele pode mudar o curso da história, ele pode não acabar com a sua fome, ele pode demorar a saciar sua sede. Mas, esteja certa de que Ele sabe o que está fazendo e conhece como ninguém suas angústias. Assim como aquele viajante, você está na estrada da providência divina e o Senhor te assegura que é o perfeito condutor para o cumprimento de seus propósitos.

Juliany Correia
_________________ 
¹ LEWIS, C.S. As Crônicas de Nárnia. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2009, p. 262.






Você também pode gostar

Nenhum comentário:

Receba nossas postagens